Vale a pena negociar com o proprietário? Descubra aqui!

Na hora de alugar ou comprar um imóvel, temos a opção de negociar com o proprietário ou contar com o intermédio de uma imobiliária. Pelos riscos e vantagens desse tipo de negociação, há quem prefira tratar diretamente com o dono, e outros que não se sentem seguros nessa situação.

Afinal, as negociações imobiliárias geralmente envolvem grandes somas de dinheiro e, por isso, é importante ter total ciência do que está sendo tratado. Dessa forma, será que é realmente seguro conduzir esse processo sem suporte profissional?

Neste artigo, você vai entender se negociar com o proprietário é ou não uma boa escolha. Continue lendo e tire de uma vez por todas essa dúvida!

Negociar com o proprietário é vantajoso?

O principal motivo pelo qual as pessoas podem optar por negociar com o proprietário do imóvel, sem o intermédio de uma imobiliária, é a redução de custos. Isso porque existe a crença de que negociar com a imobiliária rende mais taxas e, como consequência, o imóvel acaba ficando mais caro.

Não se pode negar que, assim como em todos os setores, há algumas empresas que trabalham com altas comissões. No entanto, esse cenário não é uma regra, e contar com o suporte profissional durante a transação pode ser fundamental para evitar problemas futuros.

O que não significa que negociar com proprietário seja inviável, mesmo porque ele também é uma das partes interessadas. Portanto, o ideal é que o processo seja conduzido entre os três: imobiliária, comprador e proprietário.

Vantagens da proximidade entre comprador e proprietário

Manter contato com o dono do imóvel pode ser interessante para que se conheça detalhes como materiais utilizados, idade da construção, alguns problemas que já tenha apresentado ou esteja apresentando, bem como tentar uma redução de valores, se possível.

Essa relação de proximidade entre o interessado e o proprietário traz maior sensação de segurança na negociação. Dessa maneira, pode-se conduzir melhor o processo e minimizar possíveis atritos entre ambos, já que um deseja valorizar o produto e o outro busca vantagens e facilidades na hora da compra.

O suporte da imobiliária faz a diferença

Por esse último detalhe, podemos perceber que ter o suporte de profissionais pode ser muito vantajoso. Afinal, tanto quem deseja adquirir um imóvel, como quem quer vender ou alugar, tem os seus direitos e seus deveres.

A imobiliária é um terceiro que auxilia nesse processo, observando os interesses de ambas as partes e respeitando-os até o limite em que um não afete o outro. Dessa forma ninguém se sente prejudicado e evita-se os conflitos.

Mas não é somente por isso que a negociação deve ser intermediada por uma imobiliária, como você verá a seguir.

Por que a imobiliária é importante na negociação?

Note que, aqui, não estamos dizendo que negociar com o proprietário é desvantajoso, mas sim que ter o suporte de profissionais é importante para o sucesso do negócio.

O interessado pode e deve estar em contato com o proprietário, mas antes de fechar o contrato, deve consultar a imobiliária. Isso por que:

A comunicação é facilitada

Pode ser difícil encontrar o proprietário do imóvel sempre que preciso. Por isso, é interessante que a imobiliária esteja envolvida nesse processo para intermediar o contato. Sempre que dúvidas surgirem, pode-se contar com ela para esclarecer.

Além disso, evita-se o “disse-me-disse”, uma vez que há profissionais envolvidos que estarão cientes de tudo o que for conversado e decidido. Dessa maneira, há como afirmar o que foi ou não dito.

A negociação transcorre dentro da lei

Os proprietários de imóveis também precisam estar dentro da lei, o que envolve o pagamento de tributos como IPTU e licenças para órgãos municipais. Para não ter que arcar com contas que não são suas, o interessado precisa conhecer as possíveis pendências o imóvel.

Além disso, existem ainda muitos loteamentos irregulares que podem trazer problemas futuros para os moradores da região. Comprar um imóvel num local como esses pode ser um mau negócio. A imobiliária alerta sobre questão como essa.

Existe a garantia

Algumas pessoas que fecham contrato diretamente com o proprietário de imóveis podem acabar fazendo acordos de gaveta. Esse tipo de contrato não tem peso legal e pode se tornar uma cilada para o locatário ou comprador.

Negociando pelo intermédio de uma imobiliária, existe a garantia de que tudo está dentro da lei, sem nenhum tipo de problema para ambas as partes. Assim, assegura-se um bom negócio e preserva-se os interesses de ambos os lados.

A burocracia não será um problema

Lidar com papéis e burocracia pode ser uma tarefa exaustiva. Por essa razão, muitos erros são cometidos durante as negociações. Mas eles podem ser evitados na compra e locação de imóveis tendo o suporte da imobiliária.

Tanto o proprietário como o interessado estará tranquilo, porque profissionais qualificados e experientes cuidarão de tudo, bastando apenas seguir suas instruções, sem ter que se preocupar com problemas maiores.

Como fazer um bom negócio?

Então, é interessante que a negociação com o proprietário seja acompanhada por uma imobiliária. Mas, para quem está querendo comprar ou alugar o imóvel dos seus sonhos pode ser difícil segurar a ansiedade e esperar pelo trabalho dos profissionais.

Sabendo disso, trouxemos algumas dicas para que você também seja parte ativa dessa negociação e possa observar detalhes que serão determinantes para fechar ou não o contrato. Confira!

Fique de olho no preço do imóvel

Antes de se encantar demais com um imóvel, procure saber se o seu preço está justo. Para isso, basta fazer uma pesquisa de mercado e observar os valores praticados na cidade, no bairro e rua em questão.

Valores muito altos podem te fazer perder dinheiro, já os muito baixos, embora atrativos, podem ser indício de que há algo errado, seja na vizinhança, na documentação ou com a estrutura do imóvel.

Pesquise sobre o proprietário

Procure saber quem é a pessoa com quem se está negociando. É importante informar-se sobre sua idoneidade, se ele realmente é dono do imóvel, se não tem pendências com a justiça ou qualquer outro problema que possa interferir negativamente na negociação.

Faça visitas ao imóvel em vários horários

Procure passar pelo imóvel em horários diferentes do dia e da noite. Essa é uma medida importante para que você esteja ciente de diversos fatores, como a incidência solar, pessoas na rua e barulho da região.

Se informe sobre a vizinhança

Conversar com a vizinhança é outro ponto importante antes de fechar negócio em um imóvel. Levante questões como policiamento, ocorrência de festas, índice de criminalidade, serviços básicos como água e luz, entre outros.

Essas informações vão indicar se a vida naquele local é tranquila, harmônica e equilibrada, ou cheia de altos e baixos, tensa e transtornada. Então, tente conhecer ao máximo a região.

Seja para compra ou aluguel de imóvel, é certo que você pode negociar com o proprietário, sem um suporte profissional, mas contar com ele é uma garantia de fazer um bom negócio para todos. Além disso, você pode evitar problemas durante e depois do processo, pois terá o respaldo de uma empresa especializada para garantir seus direitos e o cumprimento do que foi acordado.

Antes de fechar contratos imobiliários é importante informar-se sobre esse assunto. Por isso, tenha acesso a conteúdos úteis como esse acessando nosso facebook.